27 outubro 2015

DESABAFO, AUTO SABOTAGEM & EXPECTATIVAS

Eu sempre achei que seguia uma vida de foda-se o mundo fazendo coisas que eu queria sem me preocupar com a opinião alheia. Parece até fácil acreditar nisso quando a gente considera opinião alheia aquela revista que ensina qual é o corpo ideal, como ter sucesso e como ser feliz. O meu erro começa em esquecer que na verdade, pasmem: eu me importo e até demais com a opinião das pessoas próximas a mim. É um lance meio inconsciente e que nos momentos de crise cheiram a auto sabotagem mesmo.

A cobrança não precisa ser explícita pra se fazer real. Ela pode vir em forma de: e aí, tá estudando? e o trabalho? já fez aquele lance? As vezes ela parece ser só preocupação, um lembrete, whatever. Quando você se dá conta, além de responder o que a pessoa quer ouvir, você se pega fazendo aquilo que ela espera que você faça (algo que você esqueceu de ver se realmente tá afim). E sabe, as vezes você até tá afim mas esqueceu (assim como quem perguntou) que cada um tem um ritmo e quando ele é quebrado, outras coisas essenciais ao seu bem estar caem por terra também. É uma bola de neve mesmo.

E não adianta, por mais que alguns gatilhos me façam desabafar sobre isso, me façam pensar no que eu tô fazendo da minha vida [...] parece que a gente precisa ser lembrado o tempo inteiro. Lembrado que, antes de querer manter expectativas alheias (maior looping de insatisfação), a gente precisa se sentir bem com as decisões que toma, com a vida que leva, com a forma que decide viver para alcançar cada objetivo. Lembrado de que, se as suas atitudes dizem respeito apenas a sua vida, então você não precisa ficar dando satisfação pela falta delas. Tem dia que a gente quer vencer cada desafio e tem dia que a gente não quer fazem nada. E quer saber, tá tudo bem também.

Então, fica aqui meu desabafo, que sirva mais de lembrete pra bazinha de hoje, de amanhã, do futuro. Talvez ela já esqueça de tudo o que escreveu e se encontre aflita sem saber o que diabos tá acontecendo. Mas se servir pra você também, fica avontz, segura na minha mão, simbora.


Esse ano resolvi me jogar em vários desafios e isso tem me feito pensar demais sobre as escolhas que tomei e sobre a forma que levo tudo isso. Então, tô pensando seriamente em externar tudo isso e trazer mais esses desabafos-reflexões pra cá. Espero que cês não se importem e continuem me amando. 

Sim, acabei de fazer um post sobre a zica que é tentar suprir expectativas alheias all fucking time e tô aqui com medo de quebrar as expectativas de vocês about meu bloguito. É, acho que precisarei colar esse lembrete na parede do meu quarto. Só acho.

60 comentários

  1. ei!
    hoje vai rolar uma palestra ao vivo sobre auto-sabotagem, às 20h.
    não sei se já acabaram as vagas, mas dá pra se inscrever aqui: http://eventstarting.com/ev/8778/
    se não puder assistir nessa hora, o vídeo vai ser disponibilizado depois, mas parece que precisa estar inscrita nos dois casos :)

    ResponderExcluir
  2. Marina Laterza de Paiva27 de outubro de 2015 14:56

    As vezes nossas expectativas nos fodem mais que a intromissão alheia :~

    ResponderExcluir
  3. e é bem verdade. a gente se perde tanto tentando suprir as expectativas alheias que no fim das contas já nem sabe o que realmente quer. ai cria ideias que fogem a nossa essência e isso acaba virando um looping de cobrança com nós mesmas. é pesado :~

    ResponderExcluir
  4. Você sabe que eu tava nessa e rolou até post desabafo também. No fundo, é como você falou, precisamos sempre nos lembrar disso, que somos donas da nossa vida e das nossas escolhas, se não acabamos caindo mesmo nessas armadilhas e sem querer vivendo pra suprir expectativas alheias, nos enfiando de novo nesse buraco que mal saímos.

    ResponderExcluir
  5. Bah, o blog é pra isso mesmo! Eu também vivo me segurando pra não dizer algumas coisas por lá, mas quando consigo fazer, me sinto tão bem!
    A gente gosta de ler sim, viu? :* s2

    Essa coisa de cobrança externa sobre coisas que não acredito que são as que eu devo fazer, tem me cansado de uma forma terrível. Tem dia que dá preguiça até de discutir à respeito ou defender meu ponto. #exausto

    ResponderExcluir
  6. Nossa Ba, ontem mesmo me bateu uma bad por causa disso. Me estressei com a minha irmã e depois fiquei chorando litros no banheiro. A discussão com ela foi só o gatilho, sabe. Daí começaram a vir milhares de outras coisas na minha cabeça e eu desabei :(
    Acordei ainda um pouco mal, mas estou melhor. E torcendo pra 2015 acabar logo porque tá pesado, viu.

    Sorry pelo mini desabafo hahahahah
    *abraço virtual*

    ResponderExcluir
  7. rola isso né? a gente tem essa mania de ir guardando os feelings e quando vê tudo vira gatilho. e não precisa se desculpar não. pode chorar, pode desabafar ♥ *abraço virtual bem apertado*

    ResponderExcluir
  8. awnnn querido ♥ obrigada :)


    e sim, a gente se cobra demais em cima de expectativas que nem são nossas. não é justo. isso desgasta, corrói, é pesado. mas aos poucos a gente vai aprendendo né? ♥ e te falar, também me senti mais leve

    ResponderExcluir
  9. e é um looping terrível né? a sensação que dá é de que no jogo da vida a cada casa que a gente avança a gente acaba sempre voltando umas três casas. é desgastante!

    ResponderExcluir
  10. Bá, sei exatamente como é isso. A gente acha que tá mandando todo mundo longe, e que não liga pra nada... até que essas perguntas aparecem, são respondidas, e ajeitamos as coisas exatamente do jeito daqueles que perguntaram. Quando eu percebo que caí nessa, fico ainda mais frustrada. Poxa, já basta toda a pressão que eu faço em mim mesma, n preciso dos outros contribuindo. Mas é o tipo de coisa que acho que só funciona como exercício. E começa colocando um lembrete no quarto. Na testa.

    ResponderExcluir
  11. Acho que a maioria das pessoas (não todas, graças aos céus) tem uma necessidade de encaixar a vida das outras pessoas nas expectativas delas. E isso é tão fucking wrong. Post utilidade pública não só para você, mas para todo mundo que se vê preso nessas armadilhas sociais. You go Ba!

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  12. Acho que estamos todos no mesmo barco, Ba! Esse post com certeza serve pra mais gente, euzinha aqui inclusive. Temos que sempre ficar lembrando que tá tudo bem e que cada um tem seu jeito de chegar onde quer chegar, o mais importante como voce disse é estarmos feliz com cada decisão que a gente vai tomando ao longo da vida. É foda, a gente tenta mas quando menos espera aquele inconsciente vem e sabota a gente legal! Mas vamos ser forte, tô aqui segurando na tua mãozinha também haha :D

    ResponderExcluir
  13. bate a frustração né? a gente sabe que tá se sabotando e mesmo assim esquece que ~my life, my rules.

    ResponderExcluir
  14. foda que a maioria também faz isso inconscientemente. como se pra alguém alcançar seus objetivos precisasse seguir os mesmo passos. acho bacana a preocupação, o querer bem do próximo, o querer dar dicas [...] mas é importante lembrar que não necessariamente elas precisem ser seguidas e/ou no momento em que são ditas. entender que cada um tem um ritmo diferente já é um grande passo e super ajuda a gente a diminuir essa cobrança. a gente sozinha já se cobra demais né?

    ResponderExcluir
  15. simmmm ♥ aos poucos a gente vai aprendendo né?

    ResponderExcluir
  16. me descreveu, ba! eu sou muito assim... não se se é um defeito ou não, mas tenho certeza de que bem não me faz.
    na real eu acho que é esse o objetivo de superar os problemas: esperar que eles saiam da tv/internet e venham de um amigo ou dos pais. eu fico brava, odeio receber críticas, principalmente quando é sobre minha vida. mas aí eu paro e penso que, se eu fico brava, é porque tem alguma coisa errada nesse "não ligar pro que falam de mim" hahahaha


    oremos!!1111!!1!

    ResponderExcluir
  17. Sempre que leio um desabafo desses, sinto meu coração quentinho. Não porque eu esteja torcendo pra que outras pessoas se metam nesse mesmo barquinho furado que eu me meti, mas porque acho que, já que a gente não pode voltar no tempo e decidir que não, não vamos nos meter nessa (?), pelo menos a gente encara tudo com um monte de gente ferrada segurando nossa mão. E isso é bem bonito. De um jeito bizarro, claro, mas ainda assim.


    Também nunca me senti imediatamente pressionada pelo o que eu via em revistas. Lógico, sempre tive infinitas questões com a minha aparência, mas acho que isso sempre foi muito mais pelo o que eu vivia, o ambiente em que eu estava, do que pela revista em si - até porque, sinceramente, se a revista me dissesse alguma coisa, eu cagaria baldes. Mas, por outro lado, sinto uma pressão infinita quando alguém vem me cobrar alguma coisa, mesmo que essa cobrança não seja intencional. E aí, não mais que de repente, eu estou me desculpando, me justificando por escolhas que, sinceramente, não dizem respeito a mais ninguém. É justamente por isso que acho tão bom quando alguém escreve sobre isso. Porque de um jeito bem honesto, são esses textos que me fazem lembrar que a vida é minha, que eu não devo satisfações sobre minhas escolhas, que errar é humano e, principalmente, que "temos nosso próprio tempo". Força na peruca. Ainda tenho fé que, no final das contas, dá tudo certo.


    Beijo <3

    ResponderExcluir
  18. a vida é curta demais pra gente fazer algo só pra agradar os outros. ou pra se sentir pressionado com perguntas e cobranças dos outros - não se sinta. mesmo. a menos que diga respeito à essa pessoa e ela precise de uma posição sua rs
    (na verdade a vida é bem longa, né? mas mesmo assim, pra fazer o que a gente não gosta, é curta sim!)


    eu adorei o post desabafo, faz mais sim :)

    ResponderExcluir
  19. ah, Ba! não me importo nem um pouco de ler desabafos nos blogs, até porque a gente pode se identificar tanto com uma situação que a amiga tá passando e ver que nem tudo está perdido, e um dar força ao outro.
    e força, infelizmente é assim mesmo, é difícil não dar ouvidos para o que as pessoas dizem mas isso é um exercício diário, né?
    beijo!

    ResponderExcluir
  20. Esses posts desabafos são ótimos, porque a gente sempre encontra quem esteja passando pelo mesmo problema, tipo eu que me vi muito lendo isso. Se sentir pressionado pelos outros é uma bosta, mas entrar na pilha e se cobrar excessivamente é muito pior, acho sempre importante parar pra respirar e tentar enxergar de longe (e com calma) tudo que a gente quer, e ver que ainda tem muito caminho pela frente pra seguir (pelo menos é isso que ~tento fazer nessas horas, huahua).

    ResponderExcluir
  21. e a gente se cobra demais né? ô desgraça. mas o lance é esse mesmo. sentar com calma e enxergar de longe. acho que fica mais fácil de visualizar e decidir próximos passos.


    ResponderExcluir
  22. awnnn querida ♥ obrigada. bom demais saber que posso usar esse espaço pra isso também e que esses desabafos podem ajudar outras pessoas de qualquer forma :) quando a gente se vê em certas situação bate aquele sentimento de ~não tô sozinha, né? :)

    ResponderExcluir
  23. disso tudo. a vida só é curta demais quando a gente faz o que não gosta ♥

    ResponderExcluir
  24. te entendo ana, é aquele feelings de ~não tô sozinha, né? e putamerda, esse feeling faz a gente ser tão forte nesses horas :) e faz a gente se sentir livre pra despencar também porque faz parte, tá tudo bem. e sabe, só o fato de poder desabafar já dá um alívio desgraçado.


    beijo ♥

    ResponderExcluir
  25. a gente se engana fácil né? HAHAHAHAHA oremos ♥

    ResponderExcluir
  26. Amo posts desabafo. São sempre os mais sinceros!
    E, Ba, super te entendo. Tem horas que a gente acha que não liga pra nada nem pra ninguém e, quando vê, tá fazendo tudo por conta dos outros e esquecendo o que a gente quer, o que a gente ama... E é difícil sair desse looping mesmo. Tamo junta!

    ResponderExcluir
  27. Menina, quem manda aqui é você, não esquece disso não! É tão ruim quando a gente acaba não se sentindo dona dos nossos espaços, especialmente desses cantinhos virtuais, pq pelo menos eles deveriam ser totalmente nossos. Ou seja: manda mais desabafo sim!
    Acho importante falar dessas coisas tbm, porque acho que todo mundo acaba se sentindo meio sufocado por cobranças e pelas expectativas dos outros em algum ponto. Eu, ao menos, sou dessas. *segurando a sua mãozinha*

    ResponderExcluir
  28. sempre importante lembrar ♥
    ~my life, my rules :)

    ResponderExcluir
  29. é um eterno cair no automático né? que dureza. comofaz pra cancelar essa opção? HAHAHA ♥

    ResponderExcluir
  30. Apesar de gostar de morar aqui, às vezes eu sinto falta desse calor brasileiro de um apoiar o outro. Cobrança é algo muito comum que as pessoas fazem sem sentir e é comum a gente se preocupar também. Somos seres que vivem em grupos e buscar aprovação faz parte da natureza humana. Agora pra contrabalançar a cobrança, nada como um elogio de vez em quando.

    ResponderExcluir
  31. Nossa, você esta era falando para mim, só pode, esses dias meus eu me peguei analisando exatamente isso, quando eu comecei a me sabotar para agradar a opinião das pessoas que eu amo, por que no final são elas que a gente realmente leva a serio, mas também são as que mais tem a capacidade de machucar, dei um basta em uma essa semana que acabou sendo algo triste, mas muito bom, para mim e para a pessoa.

    coisasdemineira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. engraçado em como a gente deixa de ser crítico quando é sobre alguém próximo né? a gente vai levando, achando que é besteira, preocupação... mas se ta incomodando não tinha que tá acontecendo. o lance é conversar mesmo.

    ResponderExcluir
  33. "Tem dia que a gente quer vencer cada desafio e tem dia que a gente não quer fazer nada. E quer saber, tá tudo bem também." Vemk, me abraça. Preciso tomar isso pra mim também!

    ResponderExcluir
  34. a gente se impõe muita coisa, né? inda mais nesse tempo em que todo mundo faz/acontece/aparece/posta. eu comecei a ter muita crise de ansiedade esse ano justamente por isso, e ai parei pra pensar que PERAI, não importa, calma, relaxa. não que eu tenha parado de querer fazer 910289280128091 coisas, mas pelo menos, eu tô tentando. desligar um pouco e curtir mais, mesmo. entender mais as minhas escolhas pq, afinal de contas, eu que decidi, né? tenho que aproveitá-las, nem que seja pra depois dar errado... tamo junto miga <3 a gente sempre vai estar aqui!

    ResponderExcluir
  35. Carolina Matsubara29 de outubro de 2015 23:42

    pode desabafar o quanto quiser, tamo aqui pra ajudar <3

    ai isso de auto sabotagem é um negócio que sempre rola.. começo a arrumar mil desculpas e empecilhos pra mim mesma não fazer as coisas :( mass, é uma coisa a se trabalhar.

    beijos

    ResponderExcluir
  36. Maior problemão que a terapia me causou foi exatamente esse: descobrir que as minhas decisões não estavam sendo tomadas por mim, sem ninguém me avisar. Mas é isso aí, saber disso é um baita de um passo à felicidade. Cheers

    ResponderExcluir
  37. Tava conversado com minha psicóloga semana passada sobre exatamente isso, mais especificamente sobre viver uma vida tentando cumprir com as expectativas que os pais tem na gente. Que a gente faz isso até sem perceber e transforma numa neurose. Daí ela me fez refletir que na maioria das vezes as expectativas que nós buscamos atingir nunca ninguém realmente nos cobrou.

    Nós mesmo que projetamos. Nós achamos que nosso pai espera tal coisa da gente, nós temos certeza que nosso namorado espera aquilo outro de nós mas se experimentarmos chegar pra eles e desabafar do tipo "estou cansada de tentar correr atrás de cumprir suas expectativas" é capaz de ouvirmos: "Mas eu nunca te pedi isso"!

    ResponderExcluir
  38. é bem esse o feeling mesmo isa. e quando a gente se dá conta já nem entende mais o motivo de tanta agitação que logo logo vira algum probleminha chato de saúde mascarado apenas de alimentação ruim vs falta de exercícios. a gente esquece que o psicológico da gente também super influencia né? mas é isso ae, bom demais saber que posso desabafar aqui e me sentir abraçada por vocês ♥

    ResponderExcluir
  39. awnnnn ♥ dá até um quentinho no coração :)


    e o importante é a gente visualizar isso né? depois é trabalhar em cima mesmo que o processo seja lento :)

    ResponderExcluir
  40. acho que não chega nem a ser um problema porque no caso tu visualizou o foco do problema né? é tipo um susto descobrir isso mas depois vem o feeling de ~agora sei por onde começar :) e super senti isso quando comecei a escrever sobre ♥

    ResponderExcluir
  41. nay, é exatamente esse o meu caso HAHA cheguei a conclusão enquanto desabafava com meus pais e mesmo sem eles falarem nada me dei conta que eu mesma criei expectativas e coloquei na cabeça de que eram deles e que eu precisaria supri-las pra que sentissem orgulho de mim. o quão louco é tudo isso? mas antes tarde do que mais tarde. por mais que doa saber que nós é que nos sabotamos, é bom demais saber por onde começar :) comigo mesma ♥

    ResponderExcluir
  42. Bá, assim, eu adorei o seu texto! A gente está nesse período emque todos estão de olhos atentos ao que fazemos porque não querem que viremos nômades famintos e adoradores de seitas duvidosas, e todos têm aquela desculpa de "só quero seu bem". E aí "só querendo o seu bem", nos induzem a cursos com os quais não me identificamos, empregos igualmente estranhos aos nossos planos e até mesmo à relacionamentos que não funcionam. Depois de muita conversa, terapia, floral e de muito me descabelar, acabei percebendo que quem sabe mesmo o que é bom pra gente é a gente! :) Aos nossos parentes e amigos, resta ouvir e resta a gentileza. No momento da decisão, precisamos nos abraçar assim com muito carinho e ouvir a vozinha que tá lá dentro! Abraço!

    ResponderExcluir
  43. o que eu acho mais louco nisso tudo é quando a sabotagem é tão grande que nós mesmo criamos essas expectativas e damos nomes de pessoas próximas na eterna ideia de quem esperam algo da gente sendo que nem sempre é isso que acontece. mas o importante é se dar conta disso tudo né? independente de onde venham as expectativas.


    ResponderExcluir
  44. Exato, Ba. A gente também precisa ter em mente quando é que estamos culpando os outros por erros nossos, né? Affe, continua, nega, tu tá linda, tá brilhando, ó

    ResponderExcluir
  45. alai, tem uns trem que a gente se identifica e não tem nem explicação

    ResponderExcluir
  46. ai carolina. não sei se azinternet comeu teu comentário ou se eu não entendi mesmo :~

    ResponderExcluir
  47. Me deu até vontade de bordar um quadrinho com essa frase que você colocou: WE DON'T HAVE TO DO IT ALL!

    ResponderExcluir
  48. Xuxuzilda, acho que é praticamente impossível viver uma vida onde a gente não pense mesmo que rapidamente sobre o que estamos "deixando" pro mundo. Viver em sociedade é isso: dar e receber. Em relação aos amigos, ao trabalho, ao namorado. A gente vive com medo de desapontar os outros com nossas escolhas e atitudes e a parada é que isso vai acontecer alguma vez, o mesmo com os outros em relação a nós.

    Eu passei a relaxar mais quando aceitei que viver é isso. Acertos e erros. Aprendizado. Experiência. A gente tá nessa vida pra testar e se sentir bem, acima de tudo. Isso não quer dizer que a gente deva sair por aí cagando pros outros, com um "vale erro". Mas meio que nos permitirmos mais, sabe? Espero que você esvazie a cuca de tantas cobranças consigo e possa fazer mais daquilo que te faz bem! <3

    ResponderExcluir
  49. Não me aguentei e fiz o bordado!!! rsrsrs
    https://instagram.com/p/9wbhGQIxOU/?taken-by=anacamina

    Vou deixar colado no lugar mais visível da casa pra me lembrar das suas palavras e dessa frase, assim quem sabe eu dou uma diminuída no ritmo. rs

    ResponderExcluir
  50. verdade né ♥


    e sabe, só de desabafar saiu um peso enorme das costas. ficou muito mais fácil de visualizar isso tudo e ir esvaziando a cuca ♥ :)

    ResponderExcluir
  51. primeiramente eu vim agradecer as suas palavras lá no meu post deprê total auhsuahsuash Obrigada mesmo ♥


    E cara, é isso mesmo e tô ligada também que tá todo mundo assim. É foda, por mais que a gente bote na cabeça que não se importa, a gente give a fuck sim pra algumas coisas, ainda mais se for pra cumprir as expectativas que pelo menos a gente acredita que exista por parte de quem tá próximo da gente.
    Também me lembrei de um livro q comecei a ler: "Essencialismo" do Greg McKeown. Tem uma parte que ele aborda o excesso de pressão social e fala q a tecnologia aproximou a gente muito mais das opiniões alheias sobre o que deveríamos focalizar, que o número de influências externas sobre nossas decisões aumentou e completa com: Não é apenas sobrecarga de informações; é sobrecarga de opiniões.



    Em seguida ele fala dessa coisa de "fazer e ter tudo" e diz num parte: "Ao abrir-mos mão de fazer as escolhas, permitimos que os interesses alheios controlem nossa vida."


    Se tem uma coisa que eu to levando como prioridade ultimamente, é de poder me sentir livre pra fazer minhas próprias escolhas ♥.
    A gente não tem que fazer tudo mesmo não, mas se tiver que fazer, que seja a coisa certa, né? É muito bom quando nos damos conta disso.
    Estamos abertos pra suas reflexões, BA ^^! Adoro posts assim q a gente se identifica hihihi


    (finalmente comentei nesse post! tava enrolando pacas kkkkkk protelação que não me larga. Outro problema a ser resolvido)


    =**

    ResponderExcluir
  52. ah que linds ♥

    e sabe, é bem isso. sobrecarga de opiniões. e o que muitas vezes rola também nesse ciclo vicioso é como você mesma disse, a ideia de cumprir expectativas que a gente acredita que exista por parte de quem tá próximo da gente. que em parte foi o meu caso, criei expectativas e dei nomes a elas como se as cobranças viessem de outras pessoas. quão louco é isso? mas o lance é sentar mesmo, respirar fundo e pensar em tudo que tá sentindo, que tá acontecendo. quando a gente visualiza fica muito mais fácil. e colocar no papel, no blog, na mesa [...] ajuda demais :)



    obrigada pelo carinho viu ♥ força pra nós

    ResponderExcluir
  53. "Eu sempre achei que seguia uma vida de foda-se o mundo fazendo coisas que eu queria sem me preocupar com a opinião alheia." li isso e pensei 'qual será o signo dela? ela tem uma cara de ariana...', daí fui confirmar no feice e num é que era haahha. mas entendo bem seu sentimento e vou adorar ler suas reflexões ❤️

    ResponderExcluir
  54. HAHAHAHAHAHAH tão na cara assim? ♥

    ResponderExcluir

© BMRTT
Maira Gall