menu
3.11.18


De um sábado de sol de setembro lá na Gamboa. Depois de ficarmos presos no trânsito por 3 horas, famintos antes do almoço, pra depois comer um bolo delícia de comemoração de aniversário atrasado das deusas da minha vida, mana e mamis ♥
13.10.18


Deveria ser hábito, a gente sempre fala isso, mas ainda assim fica anos luz sem se ver. Que coisa! Ai, quando acontece, a gente não sabe se tira atraso das conversas, se abraça, se registra o momento, se abraça de novo, se agradece pela parceria incrível, pelo momento, etc etc etc. No meio disso ainda fico fazendo a irmã babona porque meudeus tão linda essa minha irmã!


Isso também me faz lembrar que tenho outra infinidade de fotos e momentos pra compartilhar da gente, idas a Gamboa e coisas do gênero, que vão ficando no rascunho pra sabe-se lá quando. Sem falar na vontade de gravar vlogs, de gargalhar junto. Quem sabe na próxima!


No meio dos rascunhos, das ideias, dos talvez, eu sigo brincando com meus hobbies, matando a saudade, pensando no trabalho, na faculdade, nos móveis da casa que ainda não chegaram. A cabeça, ela não para, ela tá sempre com mil abas abertas. A gente respira mas não pira, ou tenta.


6.10.18

Ou: Coisas aleatórias que eu gostaria de falar, apesar de não conseguir pensar em um título adequado pra isso.

***

Cheguei a comentar aqui no blog, não lembro quando, sobre eu ter começado a usar um Bullet Journal. Bom, não deu certo. Não me adaptei, ainda. Talvez pelo perfeccionismo, talvez pela correria, anyway, não rolou mesmo. 

Durante a semana eu acabo indo muito pela praticidade. Não é a toa que a única coisa que tem dado certo é o Google Agenda pra mim. Uso no celular e no computador. Consigo me entender nele separando por categorias, com lembretes e tudo mais. Tem dado certo, tem me ajudado muito. 

But, eu sou teimosa. Eu gostei muito da ideia do bullet journal, essa coisa de colocar tudo num lugar só, da criação, de decorar. Então eu tô tentando dar um segunda chance, paralelo ao meu uso do google agenda, mesmo que não exatamente com a mesma frequência. No que vai dar? Não sei, teremos que aguardar próximos capítulos.

***

Sobre ter parado com o AC Hormonal, melhor coisa que fiz. Parei em maio e desde então não me estressei mais com as dores de cabeça que me perseguiam quase toda semana. Agora, se dá é durante a TPM que, sinceramente, nem sinto todo mês. Sem falar na minha libido & lubrificação que voltou ao normal e que antes eu tinha sentido uma queda absurda, o que me deixava pistolíssima. 

Quanto as espinhas, por usar o AC por uns 15 anos eu praticamente não tinha problemas com isso. Tanto que era um dos meus receios caso eu viesse a parar. Pra minha surpresa, só aparece no meu rosto quando eu extrapolo demais a alimentação na TPM. De resto, elas começaram a aparecer no meu tórax e costas mas, como não é nada muito aparente (pelo menos no inverno que as roupinhas escondem), eu nem tenho muito o que me queixar. Pela economia, tranquilidade por acabar com o milhares de efeitos colaterais do AC, etc etc etc, achei um preço justíssimo a pagar.

***

Sobre minhas leituras, terminei O Mundo Perdido, de Arthur Conan Doyle. Gostei muito da leitura mas confesso que alguns trechos me incomodaram bastante, mesmo sabendo que é um livro de 1912. Acho que depois que nos conscientizamos, tem termos e tratamentos que a gente simplesmente não consegue mais engolir.

Anyway, sigo tentando ler Inteligência Emocional, do Daniel Goleman, aos trancos e barrancos. Tá bem difícil engatar nessa leitura. Talvez pelo começo ser toda uma contextualização do assunto, talvez por ser chato mesmo. Terei que continuar pra descobrir. Não é a toa que, paralelo a isso, resolvi começar a leitura de 20 Mil Léguas Submarinas, do Jules Verne.

***

Por fim, segue anexo, errrrr, segue registro do meu cantinho bagunçado pós chegada do meu memory board. Tão bonitinho ♥