menu
13.7.19


Em março fez um ano de cafofo e ainda assim tem sempre alguma coisa pra arrumar, o que é totalmente compreensível. A gente até quer comprar e resolver tudo de uma vez porém custa muitos dinheiros, não é mesmo?

A lista de prioridades tá sempre mudando e enfim chegou a vez de comprarmos alguns dos móveis da cozinha. A bancada para o cooktop e a bancada da pia, podendo enfim aposentar nossa pia improvisada que tinha um potencial absurdo para a bagunça. Deus me free.

Ainda hoje comentei com o Toni sobre o tanto que a gente já deve ter economizado por não contratar montador pra nenhum dos móveis que a gente comprou pela internet. Dá um trabalhinho sim mas já foram uns seis móveis montados com sucesso. O que também me faz pensar que depois que a gente se mudou eu não mostrei quase nada das evoluções do cafofo, my bad. 

Aliás, muito gostaria de mostrar como a cozinha ficou mas no momento segue uma zona porque não terminamos de montar o móvel da pia. Vai ficar pra amanhã, se as deusas permitirem. Até porque eu preciso organizar essa casa antes das minhas aulas começarem. But, muitíssimo feliz pois enfim torneira elétrica e essa pessoa que vos fala não sofrerá mais para lavar louça nesse inverno extremamente sádico. Muito que bem.

É isso, por enquanto. Eu realmente quero fazer uns registros do cafofo e trazer pra cá mas, até que isso de fato aconteça, a gente pelo menos faz de conta que é fiscal de montagem enquanto testa uns filtros dos stories que é pra não deixar passar em branco.

29.6.19


Ignorando as coisas que ainda preciso fazer da faculdade pra respirar um pouco. Afinal, já devo ter queimado todos meus neurônios mesmo nesse final de semestre, depois de uma semana intensa de provas, e foda-se porque mereço (e preciso de) um diazin de folga.


Feriado aproveitamos pra passar o dia juntas, até porque na semana seguinte seria todinha de provas e eu estaria só o pó. Aquela correria toda de final de semestre que vocês me veem falar em all fucking post. Almoçamos na casa de uma tia nossa, algo que não fazíamos há anos luz. Foi super gostoso, nostálgico, etc. Até rolou um banho de sol :)

Perdoa a cara de sono mas é que aff, tão lindas ♥


Esse semestre foi bem puxado e já tô sofrendo pelo próximo. Rolaram boatos e discussões sobre a possibilidade de trocarem o TCC por artigo na universidade em que estudo. Algo que deixou muita gente indignada, incluindo euzinha aqui. A produção de um TCC acaba sendo o momento em que realmente nos aprofundamos, (surtamos) produzimos e aprendemos na graduação. Querendo ou não, tem um peso considerável na nossa formação e até na forma que depois seremos avaliados no mercado de trabalho. 

Imagina a muvuca que foi/tá sendo. Professores e alunos no meio desse tiroteio todo porque o conselho resolveu aplicar alterações que, pasmem, nem tinham sido aprovadas ainda, enquanto a coordenadora do nosso curso estava de licença maternidade. Foi tipo "perai vou jogar essa ideia maravilhosa no ventilador e se a maioria não gostar a gente diz que tem que esperar a coordenadora voltar". Tudo isso no meio do semestre. [screaming internally]

Mas não é só de desgraça que a vida do graduando é feita (ou é sim). Essa semana, no meu último encontro do projeto de pesquisa – disciplina em que produzi o esboço do que seria então o meu artigo, professora nos informou que graçasadeusa voltaram atrás e a produção do TCC retorna para a programação, ficando a rigor do orientador e do aluno escolher entre o TCC e o artigo. Amém! Só que como a professora já sabe que quero fazer mestrado, não satisfeita com a ideia de já produzir um TCC, paralelamente também farei um artigo. Sim, sou louca, me desejem sorte pois feliz porém em pânico.


Surtando por dentro porém animadíssima e mudando de assunto como se nada tivesse acontecido porque tô me sentindo diabolicamente maravilhosa no foto de cima e porque eu amo esse trio formado por maninha, eu e mamis. Respira!


Finalizo mais um post aleatório com o último registro do rolezinho do feriado com @a.crespa e eu diabolicamente (risos) exaustas no fim do dia. A vida tá cada vez mais doida mas é top.

Aquele abraço e #deusnocomando.
15.6.19


Dia das mães passei com as minhas deusas, mana e mamis. Foi um dia gostoso, matando a saudade, comida maravilhosa e bons drinks. Bom mesmo seria se o tempo desacelerasse um pouco, que tivéssemos mais oportunidades como essa. Mas o tempo voa e a gente tenta aproveitar da melhor forma as oportunidades que surgem. Amo vocês!


Adiei até não aguentar mais e me presenteei com Lady Killers, de Tori Telfer. Mais uma maravilhosidade da Darkside Books. Esse livro é tão lindo, mas tão lindo, que já tinha valido a pena antes mesmo de começar a leitura. Que obra de arte! Tô na metade dele, adiando a leitura pra não acabar nunca, mas ansiosa pra ler tudo. Dilemas.


Dia desses não tive aula e rolou de nos encontrarmos depois do meu trabalho pra tomar um cafézin. A cara nada convidativa é das duas já no pós café, exaustas, esperando o celular d'@a.crespa carregar pra irmos cada uma pra sua casa.

A princípio terei um mes de férias da faculdade, graçasadeusa. Quero aproveitar esse respiro pra compartilhar alguns coisas que acabaram ficando pra trás e claro, jogar muito The Sims 4. Rolou umas promoções nas extensões, pacotes e afins, semana passada e talvez eu tenha perdido o controle da minha vida. Talvez.

That's all, for now. Espero aparecer aqui novamente ainda esse mês, risos (nervosos).