menu
9.1.19

Tô aqui cheia de fotos da mini férias de fim de ano e sentindo saudade da praia. Saudade do barulhinho do mar, das roupinhas leves, da mamis pedindo pra passar filtro solar nas costas dela, das gargalhadas do padrasto — porque ele me acha muito engraçada :)


Só não sinto falta do torrão que eu tomei, meudeus. Passem filtro solar, repetidas vezes no dia. Bebam água, muita água. Não dá pra sair com o bronze perfeito em um único dia de praia. Não passem um dia fucling inteiro sob o sol sem nem se esconder um pouquinho no guarda-sol. Sério, nem a sua axila vai escapar.


Teve um belo dia que eu queria dar um rolê com a boia Willy porém o mar estava revoltadíssimo e o máximo que conseguir foi encher a calcinha do biquíni de areia e sair do mar com o joelho ralado pós caldo.

Também teve um outro dia em que a crespinha não ficou tanto quanto eu gostaria mas curtiu uma tarde de praia com a gente. Até séria feat reflexiva a desgraçada é bonita. Te amo criatura ♥ 


Muito gostosinho curtir umas praias. Tão bonitas as cores, tão bonitas.

As vezes a gente até que esquece que em qualquer outra situação é só ódio e tremedeira por conta do calor infernal que faz nessa estação. Mas só as vezes que a gente esquece. 


Gamboa, te amo!


5.1.19


Primeiro dia do ano. Chamego, carinho, leveza e um dia lindo. 


Passamos a primeira terça-feira do ano na Praia do Porto, em Imbituba - SC. Meu tio tem um rancho nessa praia e é um dos lugares mais nostálgicos que conheço. Passei a maior parte dos meus verões lá, com muito picolé e castelinho de areia. Tempo bom.


Não foi dia de tomar banho de mar mas pelo menos os pés na areia eu coloquei. 


Já na virada eu fiquei me sentindo maravilhosa com essa camisa que eu resolvi fazer de vestido. Não sabia se a ideia daria muito certo e no fim gostei tanto que a vontade é de usar só isso. 

Aliás, tão bonitinhos na nossa quinta virada de ano. 


Por fim um registro de um bronze que não existe, mas que tá lindo graças ao Kuji App, porque na verdade eu tô um mix de torrões e manchas. Já quero mais umas doses de praia.


2.12.18

Antes tarde do que só em 2019, olha quem resolveu dar as caras. Pois é. Final de semestre me deixou tão atordoada nesse último mês que perdi completamente a noção do tempo e, como podem ver, esqueci até da existência do blog. My bad.

But, graças aos poucos registros feitos, não foi só da insanidade universitária que se resumiu o mês de novembro.


Maria Clara fez um ano e seguimos todos chocados com a rapidez do desenvolvimento dessa pequena, que já demonstra ter uma personalidade fortíssima. Vide registro acima, ela passou a festa inteira encarando o fotógrafo. Desconfiadíssima!


Teve aqueles momentos em que eu fiquei me amando e precisei registrar o momento. Assim como teve aquele rolê de reencontro da amiga de infância, algo que não fazíamos há pelo menos uns 15 anos. Oh my fucking goddess, como o tempo voa!


Eu já falei que eu me amei muito nesse novembrão? Pois é, amei forte. Deu vontade de eternizar outfit e as maquiagem tudo. Claro que no dia-a-dia a ressaca de final de semestre não me dava esse luxo — so sad — mas nos poucos rolês que aconteceram foi um self love gostoso. 

Agora, segura esse delineado. Socorro.