29.10.14

de james a asher


Se me perguntassem sobre o que tenho escutado nos últimos dias eu diria sem pensar, James Bay. Tudo culpa do Fábio, do blog Le Garçon Urbaine, quando publicou essa playlist maravilhosa.


Já falando em fotografia, esse é o tipo de trabalho que eu gostaria de ver em algum galeria daqui. Amo nu artístico e adorei essa pegada do Ryan McGinley. Se quiserem ver mais do que rolou na galeria, só colar no site da C-Heads Magazine.


E o que dizer dessa tatuadora que mal conheço e já considero muito? Acho que vou dar um pulo na Rússia pra ser tatuada viu, Valentina Ryabova. Ié. Tá até liberado babar por alguns dos trampos dela que vi lá no site da Revista Zupi.


Asher Moss me deixou sem palavras com esse photoshoot que vi lá na C-Heads Magazine. Apenas querendo viver a modelo e o fotógrafo desse photoshoot. E a cor dessa água gente? Parece até aquele pico na Islândia que eu falei em outro post. Não sei lidar com tanta beleza. 

E vocês, tão sabendo lidar?

24.10.14

e o cafofo?

Tá lindo, tá gostoso, TÁ UMA BAGUNÇA! Semana passada foi HARD. Fazer reforma e mudança de sexta até o domingão da ouuutra semana foi FODA meus amigos. FODA!


But, como fiquei devendo mais um capítulo dessa loucura toda, TOMA ESSE POST. Mas é com amor tá? SIM TÁ NA PORTA OLHA! Minha querida nova e favorita portinha que eu posso riscar loucamente. Não que eu tenha ideia do que riscar, mas eu posso.

Ai que fiz um vídeo bem simpleco com a gopro do pai porque se eu fizesse com meu celular não ia caber noixxx inteiro no vídeo. O quarto é 3m x 2m. Ié, 1/3 do meu antigo quarto. E tá em preto e branco sim porque eu gosto e não sei mexer direito no Pr. 


O quarto tá uma bagunça ainda. NÃO TENHO GUARDA-ROUPA. Não cabe. Terei que criar uma arara suspensa na parede, pendurada em alguma prateleira, sei lá. Ainda não decidi. Aliás, a ideia é terminar de pintar TODAS as prateleiras de branco mesmo. As que vão pra parede da porta já comecei a pintar.

A parede de madeira no fundo da minha janela deixará de existir em breve. Vou arrancar tudo porque eu quero sol no meu quarto sim. Mesmo com a enorme possibilidade de no ápice do verão eu morrer de calor.

No próximo capítulo eu espero ter superado o cansaço da semana passada, terminado de vez de pintar as prateleiras e arrumado as milhares de outras tralhas da cozinha e banheiro. 

FIM.

23.10.14

tudo azul

Aquele pedaço de paraíso que me proporcionou um belo de um bronzeado e um photoshoot maravilhoso. Sim, photoshoot que eu tô devendo depois que soltei um palhinha dele por aqui. É que meu lado sádico tá em alta e só soltei algumas no meu site. Aguenta coração, aguenta.



Essa sequência é porque eu tô com saudades desse pedaço de mundo. Todo azul. E na próxima pretendo ir acompanha do filtro solar, pfvr obg. Sem falar que mereço um bom banho de mar e nenhum cara encarando o ensaio. MEU CORAÇÃO AGRADECE!


E aí, simbora pra praia?

21.10.14

vida zoeira

O problema de casa antiga é a fiação. As vezes você até esquece disso e acaba comprando aquele chuveiro bom porque você é friorenta demais. A merda tá na fiação que não aguenta o tranco e treme na base a cada banho tomado. Hoje aliás, no que eu coloquei o shampoo na mão, a vida foi lá e desligou o disjuntor. WHY DEUSES WHY? Tem coisa mais frustante do que um banho interrompido? ISSONÃOSEFAZ! 

Respirei fundo e pensei, se a vida fosse mais zoeira ela teria desligado o disjuntor logo após eu ensaboar o cabelo. Gloriadeux, ela relevou. Entrei no quarto enrolada na toalha e passei a mão no telefone. O disjuntor fica na casa do meu pai, eu moro nos fundos da casa. O disjuntor fica exatamente no espaço do pequeno bullterrier do meu pai. É, aquele que destruiu um sofá tempo atrás

Não que eu tenha medo, não tenho. O problema é que cachorros desse porte parecem ter sérios problemas com noção de força na hora da brincadeira. Vejam bem, super me imaginei ficando pelada no meio da varanda enquanto tentava resgatar a minha toalha no maior cabo de guerra com o dog. Então liguei para o pai e esperei tranquila, no meu cafofo, enrolada na toalha, jogando candy crush. 

Pai chegou e eu fui com ele ver o que precisava ser feito no disjuntor. Caixa antiga, macete pra abrir e essas coisas. Sabe a história do cabo de guerra? Quase. Sim, quase fiquei nua like a baby na frente do dog e do pai. Mas né, vida não tá tão zoeira hoje e relevou mais uma vez. A toalha não caiu mas ganhei um belo de um arranhão na coxa. 

Sobrevivi e voltei pro meu banho.