24.11.14

sabatão treva

Tem dia que é tão cagado que só pelo fato de acordar nele a gente já sai no prejuízo. Isso que há uns 2 meses eu já mandava good vibes pra esse sabadão porque The Food Truck Experience ia dar o ar da graça. Problem que devo ter mandado a good vibes é pra outro lugar. 

Dia já começou cedo, lá pelas 7 e pouco da manhã, porque graças eu iria receber a mudança da minha cozinha. Alguns desentendimentos pra cá, um pouco de stress pra lá. As tralhas na cozinha e já pensando na bagunça que teria de encarar o resto do dia. 

A ideia seria chegar cedo ao evento, que começou meio dia, mas a irmã só foi liberada do trabalho as 13h e ainda tinha algumas pendências do antigo apartamento. Corremos para o evento mas achar vaga para o carro já foi um problema. E dale sol na cara, muito sol. 

Um vídeo publicado por @bamoretti em


Tinha tanta gente, mas tanta gente, que era fila pra tudo que era lado. Nem cheguei a encontrar uma das barraquinhas que tinha escolhido conhecer. O calor venceu a fome e desistimos. Fritamos mais um pouco tentando chegar no carro.

Um vídeo publicado por @bamoretti em

Apesar da leve decepção ainda estávamos confiantes de que poderíamos ter um almoço gordo e feliz antes de voltarmos para a mudança. Confiantes até a primeira tentativa de ligar o carro. Sim, primeira de muitas já que o maldito carro resolveu morrer para toda a eternidade debaixo de um puta sol enquanto fritávamos e derretíamos famintos. 

Eu, mozão, a crespinha, muito sol, muito calor, muita fome, muito cansaço e um carro se fazendo de difícil em qualquer rua abandonada de Florianópolis. SOCORRO. Respiramos fundos, rimos da própria desgraça e enfim paramos pra pensar em como diabos resolveríamos a situação. 

Fazer um carro pegar no tranco é relativamente tranquilo quando se tem espaço para isso. O problema é quando o carro está numa descida, entre dois carros e você precisa empurrar o desgraçado, distorcer e criar espaço para deixa-lo correr para então faze-lo pegar. Quem empurra? Quem faz pegar no tranco?

Irmã teve que cuidar do freio de mão enquanto eu e mozão tentaríamos empurrar o carro morro acima. CADE MEUS MUSCULOS CADE MINHA FORÇA NINGUEM SAI. Chegou um ponto em que só nós dois era impossível. Faltou força meus amigos, faltou força. A sorte foi um casal passar por lá e nos ajudar. 

Mozão deixou o carro, que não quis mais funcionar, na casa dele e voltou de motoca para o meu cafofo. Ainda tínhamos que decidir o que almoçar. A boa do dia foi matar a saudade do Burger King. A aventura foi trazer os três lanches na garupa da moto, tentando equilibrar o refris, não deixar o lanche cair e nem perder o celular que estava escorregando do meu bolso. Uma vitória.


Chegamos em casa, almoçamos e então tive a maior dor de cabeça de todos os tempos. Morri na cama no meio da tarde, acordei algumas horas depois sem conseguir abrir os olhos, luz caiu no meio do banho e dale dorflex. Tão grogue da dor que mal me lembro de como o dia finalizou, só sei que sobrevivi e que foi a treva. Sim, foda pra caralho. But, graçadeux sobrevivemos. 

Pronto, paguei meus pecados. 

19.11.14

wishlist de natal

Queria ser rica mas não sou então se virem e me presenteiem. Sinhê, quero tudo e a culpa de ter a ideia dessa listinha é toda da Twolia. Já os itens é culpa da internets por me apresentar lojas gringas, da irmã por me mostrar a coleção da Melissa e me fazer amar essa glariadora, da Sarah por mostrar seu mais novo presente, do monsterbox por me fazer querer não só o gato mas o livro também e do Phellipe do Coisas Boas Acontecem por compartilhar essa boniteza de almofada. Agora se virem!


O moletom vi na She Inside por uns 36 dinheiros mas no haves cartão internacional então tou chateada. O livro vi que tem na Saraiva por uns 24 dinheiros, o gatuno de pelúcia achei no Mercado Livro por 100 dinheiros, a Flox Special (tamanho 35 tá galera pfvr obg) no próprio site da Melissa por 160 dinheiros e essa almofada maravilhosa na Loja Lorde por 50 dinheiros.

Pronto, agora vocês já sabem como me fazer feliz nesse natal. 

18.11.14

no insta

Só queria deixar registrado que achei amor ver clique meu aparecer no @fotografeumaideia (clique da praia) e no @instadobem (clique do simon, bull terrier). 


Pegando amor por esse lance de hashtag viu. 

meu instagram é o @bamoretti

17.11.14

matei a saudade

Eternidades que eu não parava pra brincar com a minha câmera além do trabalho e dos outfit of the day da irmã. Talvez seja culpa do celular e do instagram que muitas vezes saciam a vontade dos selfies. Ou talvez seja só preguiça mesmo. Vai saber.

Anyway, resolvi matar a saudade e deu nissae. 


Minhas sardas mandaram um beijo.