13 maio 2017

Saldo do mês | 0417

A pessoa já tem uma ideia de como foi o mês de Abril quando, quase na metade de Maio, se dá conta que esqueceu completamente de fazer o saldão do mês. Pois bem.


Abril foi aquele mês em que tu tenta lembrar o que aconteceu mas não consegue. Parece que já faz tanto tempo que passou. Aquele mês que tu olha para as fotos, pensa que até rolou alguma coisa e lembra que as fotos são daqueles 10min de alguma coisa. 

10 min antes do ônibus chegar, aquele outros 10min dentro de uns dos ônibus a caminho do trabalho, aquele outro 10min rapidinhão pra dar um cheiro na avó ou até aqueles 10min de solzinho nos pés antes de enfiar a cara nos livros no dia de folga porque a faculdade não dá arrego. Ah, talvez uns 20min pra tirar uma selfie no meio do mato com o mozão.

Assim a vida segue naquela correria insana enquanto transbordando cansaço e sono, o que faz parte dessa vida adulta meio doida né? E ainda bem que tem uns 10min aqui e 10min lá pra gente lembrar que não é só de trabalho e faculdade que a vida é feita. Assim como no trabalho eu vejo que, nessa correria toda, a vida não é só cansaço e sono. Já nesse semestre, da faculdade eu não posso falar a mesma coisa não. Socorro. 

Obs. Por conta dessa loucura chamada vida, não rolou vídeo de saldão do mês de abril mas começo de junho o saldão de maio vem em dobro sim. Não desistam de mim!

30 abril 2017

Fragmentos de Infância

Quando a crespinha e eu eramos crianças, um dos nossos maiores passatempos era pegar a filmadora da mãe e passar o dia gravando qualquer coisa. No caso, a gente passava o dia na frente da câmera mesmo. 


Ai que, anos luz depois, a mãe teve a maravilhosa ideia de pegar as VHS tudo e converter para DVD. Depois, euzinha aqui resolvi converter e fazer uma compilaçãozinha só com os melhores momentos. Se valeu a pena? Ainda não consegui parar de rir do que eu vi.

Segue em anexo registro das duas irmãs mais tolas que você respeita.


16 abril 2017

Domingão no sítio

Todo mês de Abril, inconscientemente, namorado e eu inventamos de ir para o sítio. Toda vez, depois que chegamos lá, me dou conta de que é Abril, normalmente segundo final de semana do mês (nesse caso, terceiro), e o ritual se mantem. Toda vez, pra reforçar a ideia do ritual, a gente tira a mesma foto. Uma foto de cada um com o mesmo cenário. Esse já é o terceiro ano (e eu já postei o primeiro e segundo ano aqui no blog).


Nota aleatória do dia, parte um. Quero morar em um sítio um dia, com direito a vaquinhas e tudo mais. Morro de medo de vacas. Fiquei no meio de algumas hoje. Sobrevivi mas continuo com medo. 


Nota aleatória do dia, parte dois. Quando era criança tive três vacas (antes de ter medo delas). A primeira era a Mimosa, que deu a luz a Manhosa. Tempo depois tive a terceira, que dei o nome de Mimosa também. Ou seja, preciso de mais opções de nomes para vacas pra quando eu tiver o meu sítio. Aceito sugestões. 


E a gente segue, enfrentando uns medos (mesmo que usando o namorado como escuto), planejando umas coisinhas aqui e outras lá, curtindo cada dia e deixando sempre o coração bem quentinho porque a vida as vezes é gostosa demais de se viver.

© BMRTT
Maira Gall