menu
12.9.16

This is my life and I love it

Eu tenho uma relação de carinho com a rotina. A ideia de reviver os mesmos (bons) momentos costuma me deixar com a alma leve, com o coração quetinho. Isso me dá a sensação de que cada dia foi vivido e que eu não deixei os dias simplesmente passarem. Até porque cada fase da nossa vida a gente vai acabar tendo uma lista de coisas para fazer sempre, repetidamente. O que nos resta é tornar isso o mais prazeroso possível ou simplesmente deixar que aqueles minutos/horas se tornem desgostosos. Não sei vocês, mas eu prefiro a versão mais alegrinha da vida. 

Aqui em casa, por exemplo, eu notei que depois de me mudar para o novo cafofo, algumas coisas que antes eram mais-do-mesmo acabaram se tornaram super prazerosas. Por conta disso e dessa minha mania de registrar e ficar revivendo momentos (até mesmo os que eu já revivo in real life toda semana) eu decidi compartilhar aqui uma listinha dessas coisinhas que eu gosto de fazer/vivenciar. Tabeim? Então tabeim.


— toda sexta/sábado eu dou banho na piny 
— quando a piny descobre que é dia de banho ela se esconde
— sexta é dia de jantar pizza (massa pronta, recheio por minha conta)
— sexta também é dia do namorado vir nos fazer companhia (que se estende até domingo a noite)
— sábado de manhã é dia de deixar o cafofo todo cheirosinho
— sábado também é dia de lavar roupa
— sábado/domingo o namorado sempre inventa algo na cozinha (sempre fica bom)
— de segunda a sexta, toda manhã, eu coloco o leite na leiteira (torço pra não derramar) e preparo meu cafézin solúvel
— quando vou dormir, levo a cama da piny junto comigo para o quarto
— quando acordo, levo a cama da piny junto comigo para a sala/cozinha
— no cômodo que eu estiver a piny estará (menos no banheiro porque ela acha que é dia de banho)
— quando chego em casa a piny sempre me recebe com abraço de perna e rabinho balançando
— sábado é dia de mercado e feira (dia de repor meu pequeno estoque de tangerinas)
— quase tudo eu congelo e durante a semana, antes de dormir, eu já tiro a minha refeição do dia seguinte (pão, bolo, arroz, feijão, carne, ...)
— sábado é dia de ler blogs enquanto assistimos o hobbit e o namorado joga video game/warcraft
— a piny costuma acordar entre oito e nove horas e exige que todos façam o mesmo, mesmo se for final de semana
— a piny dorme o dia inteiro (menos quando namorado e eu estamos comendo ou preparando algo)
— quando estamos comendo ou preparando algo, a piny não quer carinho, ela quer comida
— quando ela cansa de implorar por qualquer coisa que não seja ração, ela faz cara de tristeza e vai até o potinho de comida dela
— se a piny percebe que vou sair de casa, automaticamente ela encosta em algum canto na pose da vergonha/tristeza (mesmo pose de quando sabe que vai tomar banho)
— se ela faz caquinha e fica algum pedacinho grudado na bunda ela se esconde e fica morrendo de vergonha (só fica relax depois que a gente limpa ela)
— a piny não acorda quando tô lavando louça mas acorda com barulho de sacola (ela sempre acha que é pão)
— quando namorado e eu estamos comendo, a piny sempre pede comida pra ele (ela sabe que, por ele só passar três dias com ela, as chances dele negar comida são quase nulas)

Bom, por enquanto é isso. Parece que até a saúde da gente melhora quando os detalhes mais simples do nosso dia-a-dia se tornam tão prazerosos de viver. Como agora, por exemplo, que tô aqui finalizando esse post com a maior cara de boba apaixonada enquanto a Piny ronca super alto atrás de mim.

This is my life and I love it.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial