menu
28.7.21

Acho que vou precisar de um cafézinho

Acordamos as 4am para trocar a fralda e considerar o horário como última refeição do jejum noturno de Sarinha. Depois da última mamadeira do dia, antes de ir dormir, fica totalmente a rigor dela ter ou não mais durante a madrugada. Depende muito se ela vai engatar no sono ou ter uma noite mais agitada. Como ela recém fez um aninho, chegou o momento dos exames de rotina e por isso o esqueminha de horas dessa madrugada.

O pai assumiu meu lugar na cama para garantir que ela engate no sono novamente e, com sorte, acorde próximo do horário de fazer os exames. Eu fui para a sala para dormir mais uma horinha e não correr o risco de acordá-los quando levantar para ir trabalhar, visto que hoje é dia de ir para o escritório. Como podem ver, troquei o soninho de mais uma hora por um tempinho não tão caótico escrevendo no blog. Agradeci por não ter esfriado tanto ainda, inclusive.


Ainda decidindo se eu realmente estava desperta ou apenas aguardando que minha alma voltasse para o corpo, fiz uma pausa por não ter ideia de como terminaria esse texto e fui ajustar alguns backups. Enquanto procurava alguma fotografia que servisse pra ilustrar esse momento, me dei conta de que na realidade eu tinha duas horinhas de sono pela frente e não apenas uma. 

Como esse belíssimo registro que acabei de fazer pode ilustrar, me senti belissimamente trouxa por não ter dormido mais um pouco e ter me dado conta apenas quando já não valia o risco dormir mais uns minutinhos. 

Agora é torcer para que algumas xícaras de café resolvam o meu problema no decorrer do dia e que o Toni consiga fazer os exames da Sara hoje. Sabe, pra fazer valer esse maravilhoso equívoco. 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial